Arquitetura Orientada para os Serviços – O que É e como Pode Ajudar o Seu Negócio?

A Arquitetura Orientada para os Serviços (ou SOA, na sigla inglesa), tem sido um assunto bastante discutido na área dos negócios. Caso se interrogue sobre como poderá afetar a sua atividade ou como poderá utilizá-la a seu favor, deixamos-lhe algumas indicações, que poderão ajudá-lo a formar uma compreensão mais sólida, que lhe permita implementar a tecnologia.

Um serviço é, essencialmente, a implementação de um dado passo nos processos de negócio, sendo a Arquitetura Orientada para os Serviços uma forma de tirar o melhor proveito deles, incluindo o alinhamento dos requisitos de negócio com a tecnologia.

As Arquiteturas Orientadas para os Serviços baseiam-se na programação em XML, uma linguagem de marcação baseada em texto, que possibilita aos seus criadores a definição da sua própria estrutura de dados. Contudo, um dos maiores benefícios desta ferramenta é não importar a linguagem ou o protocolo utilizado, pois o processo pode ser escrito para diferentes plataformas.

Utilizada nos negócios, permitem o estabelecimento de um processo de registo completo “online”, por exemplo, que poderia incluir uma forma de enviar ao utilizador um “e-mail” com instruções específicas para se chegar às instalações da empresa, sem que a pessoa tivesse de consultar um outro “site” para obter essa informação. O mesmo se aplica à informação meteorológica, em que o programa daria a informação sobre o estado do tempo, baseado no código postal do utilizador.

Fundamentalmente, uma Arquitetura Orientada para os Serviços pode beneficiar em grande medida qualquer empresa que recorra às aplicações digitais, acrescentando novas funcionalidades a programas escritos em plataformas desatualizadas. Evita-se, assim, a perda inútil de tempo na criação de novos processos.