A Proposta de Valor da Arquitetura Empresarial

IT Management

O valor da Arquitetura Empresarial consiste na capacidade de transformar uma organização de uma estrutura complicada e fossilizada numa estrutura complexa e adaptável. A AE permite:

  • Prever mudanças no ambiente corporativo;
  • Criar novos produtos e serviços que respondam às mudanças detetadas;
  • Desenvolver os processos que as apoiem;
  • Construir o sistema de TI e as infraestruturas de dados que sustentem esses processos.

Como se vê, é o oposto do modo de funcionamento de muitas organizações, que têm as infraestruturas tecnológicas na liderança dos processos, o que, na melhor das hipóteses, apenas consegue que as adaptações sejam feitas em função de mudanças passadas.

Que fatores compõem a Arquitetura Empresarial? O modelo dominante compreende:

  • Informações sobre o ambiente de mercado, sobre a economia e possíveis restrições regulamentares;
  • Arquitetura de negócios: a missão corporativa que dá resposta ao ambiente, tal como os critérios e processos que põem em prática essa missão;
  • Arquitetura de sistemas de informação: especifica o modelo de TI que sustenta a Arquitetura do negócio;
  • Arquitetura de dados: define os dados pretendidos pela organização, os metadados que descrevem os dados, a distribuição, os mecanismos de armazenamento e os métodos de análise.
  • Sistema de distribuição de dados ou infraestrutura de TI: define o “software”, o “hardware” e o sistema de comunicação que implementa a Arquitetura de dados.
  • Administração de TI: garante que os investimentos em TI gerem valor, atenuando os riscos associados.

Construir uma Arquitetura de Empresa eficiente requer frequentemente a contratação de um profissional externo, que possa desenvolver uma análise isenta e propor recomendações de mudança.

Sem que se movam esforços para definir este sistema, as empresas continuam a correr riscos de complicações crescentes, derivadas de estruturas ossificadas, que dificultam uma rápida reação a ambientes hostis. Ela é necessária para uma resposta a um público consumidor cada vez mais exigente, à mudança constante das regulamentações e dos mercados financeiros, tal como à agressividade da concorrência.

Com a Arquitetura Empresarial, uma empresa transforma-se num sistema complexo, capaz de adaptar os seus processos a mudanças rápidas, construindo as ferramentas para as antecipar e moldar e garantindo as vantagens sobre a competição.